Com a crescente busca por uma vida mais saudável e por alimentos naturais, tanto para alcançar o peso desejado como para evitar ou corrigir problemas de saúde, cresceu também a produção e os questionamentos sobre medicamentos naturais, plantas medicinais, medicações homeopáticas e terapias usando meios da natureza, entre outros. Você sabe separar cada um desses itens? Será que todos eles se resumem em uma só definição? Qual a diferença, por exemplo, entre medicamento fitoterápico e planta medicinal? Vejamos de forma simples ao que se referem esses termos.

Plantas medicinais

São plantas usadas há milhares de anos, com efeito comprovado para prevenir, tratar ou até curar doenças. Sabe aquele chá que sua família ensina, que pode combater dor de cabeça, aquele que é bom para o estômago? Planta medicinal é mais ou menos isso, porém já com efeito comprovado cientificamente. Essas plantas podem ser encontradas em farmácias ou casas de produtos naturais em forma de folhas secas para chás.

Fitoterapia

O vocábulo já diz seu significado: fito significa planta, então seria uma terapia, ou medicação proveniente de plantas. Então, sim, fitoterapia é o uso de plantas para criar medicamentos. O processo consiste em refinar as plantas já estudadas, retirando delas os agrotóxicos ou substâncias prejudiciais e dessa forma potencializar seu princípio ativo, aumentando o efeito da mesma na prevenção, tratamento ou cura de patologias. Então, fitoterápicos são medicamentos 100% fabricados com ingredientes naturais, com plantas que já possuem verificação científica através de diversos estudos e testes. Eles possuem ainda registro da ANVISA para que possam ser livremente vendidos. Vale lembrar ainda que para usar qualquer medicamento, é sempre sábio buscar orientação médica; assim, o resultado será alcançado mais facilmente sem correr riscos.

Existe algum problema em combinar o uso de plantas, fitoterápicos e remédios convencionais?

Não, inclusive, pesquisas realizadas no mundo todo comprovaram a eficácia do uso combinado de um remédio alopático junto a um fitoterápico onde o último potencializou os efeitos do primeiro. Quanto aos chás de ervas medicinais, eles também costumam ser um cuidado extra para aumentar o alívio de problemas. Lembrando novamente que um profissional da saúde é quem pode indicar um medicamento, portanto, em caso de maiores dúvidas, procure um médico especializado, pois só ele poderá lhe prestar a ajuda necessária para resolver seu problema com segurança.

O uso de plantas medicinais é muito antigo, tendo passado de geração em geração e é útil para os mais diversos problemas de saúde, ou ainda mais atualmente ganharam um uso mais abrangente na área da beleza, cuidados com a pele e até emagrecimento. O Brasil é um país rico em sua flora medicinal – aqui, encontramos indicações para todos os males.

E agora que você já sabe um pouco mais sobre a diferença de planta medicinal e fitoterápico, fique à vontade para conhecer melhor nosso site e produtos. Estamos nesta área há mais de 30 anos, provendo soluções naturais eficazes para os cuidados com a saúde de nossos clientes. Em caso de dúvidas, entre em contato – estaremos à disposição para responder suas questões online.

Seis hábitos saudáveis para seis meses

Entra ano e sai ano e o que mais se escuta são promessas. Todo planejamento é saudável e necessário, no entanto, quando esses planos não saem do papel, o que vemos é mais um ano desperdiçado e todo um tempo perdido. Nesse sentido, para auxiliar você a realizar as...

Homeopatia: o que é e como funciona?

Quando o assunto é homeopatia, uma quantidade enorme de informação se cruza e acaba confundindo a cabeça de muitos leitores interessados em se aprofundar nesse assunto. Pensando nisso, neste artigo explicaremos o que é e como funciona esse sistema medicinal...

Quando devo começar a tomar suplementos vitamínicos?

Houve um tempo em que se pensava que pessoas mais gordinhas eram as mais saudáveis, quando isso não é verdade. Estima-se que no Brasil o número de casos de obesidade aumentou 60% na última década, e aquele pensamento popular mascara um mal silencioso que cresce cada...

Pin It on Pinterest

Share This