A argila é utilizada para tratamentos medicinais e estéticos desde a Grécia Antiga. Ela é extraída de um solo específico e cada tipo de argila tem sua composição e coloração específica, todas ricas em minerais como titânio, zinco, magnésio, ferro e até alumínio.

A maior vantagem do uso da argila para fins estéticos é o custo-benefício. As argilas de cores mais comuns, como a verde e a branca custam em torno de R$20 e promovem a limpeza profunda da região em que são aplicadas, removendo os resíduos acumulados ao longo do tempo e tratando de acordo com suas propriedades. Acompanhe nosso artigo e vamos te explicar quais são os diferentes tipos de argila e para que servem!

Benefícios de cada tipo de argila

As argilas são definidas por sua cor. Cada uma delas é indicada para um tipo de tratamento específico, devido as suas propriedades. É recomendada a aplicação semanal em peles oleosas, e a cada 15 dias em peles mais sensíveis.

As mais comuns (mas não menos importantes) são a branca, e a verde, passando para as outras que são um pouco mais raras, como a argila preta ou vulcânica, vermelha, cinza, marrom e dourada.

  • Pele com bastante acne e com aspecto “cansado”: a argila marrom e a dourada são as ideais. A marrom é a mais rara e pura, tem efeito secativo e rejuvenesce o tecido. A dourada, por sua vez melhora o aspecto de cansaço e os sinais de envelhecimento, e também tem ação tonificante.
  • Para combater o estresse, o envelhecimento e desintoxicar a pele: a argila preta ou vulcânica é a mais indicada. É uma argila nobre, com diversos benefícios. Ela tem ação anti-inflamatória, antiestresse e ajuda até a combater a artrose.
  • Peles manchadas e oleosas: a argila cinza é a solução. Ela possui titânio em sua composição, que atua como um esfoliante, clareador, além de combater cravos e espinhas. Ela também atua como um antioxidante.
  • Peles mais rosadas, sensíveis e com linhas de expressão: são ideais para aplicação da argila vermelha. Ela é rica em cobre e óxido de ferro, renova as células, hidrata e também previne o envelhecimento da pele. Ajuda a diminuir o estresse e a reduzir medidas.
  • Peles desidratadas e sensíveis: é caso para a argila branca. Ela tem um pH próximo ao da pele, o que evita que ela desidrate ainda mais o órgão. Ela possui maior percentual de alumínio e suaviza a pele, hidrata, clareia manchas, além de ter função cicatrizante.
  • Para peles oleosas e com acne: a argila verde é a mais recomendada. Ela tem ação bactericida, secativa, cicatrizante, analgésica e também tonifica a pele com sua função adstringente. A argila verde também ajuda a estimular a circulação sanguínea da região.

Onde a argila pode ser aplicada

As argilas podem ser aplicadas no corpo, no rosto e também no couro cabeludo, mas sempre é importante testar uma pequena quantidade na pele antes de aplicar em toda a região escolhida.

A pele deve estar limpa, sem maquiagem ou outros cosméticos, como creme hidratante. Prepare a argila e a mantenha na pele até que ela esteja seca, o que demora em torno de 10 minutos – se ela estiver secando antes desse tempo, você pode borrifar mais água para hidratá-la.

Uma dica é tomar um banho quente para abrir os poros da pele, secar o corpo e aplicar a argila em seguida, para que tenha uma absorção melhor pelos poros.

Quando aplicada no couro cabeludo, você deve deixar a argila agir por aproximadamente 10 minutos, e depois lavar o cabelo como de costume.

Quando aplicada no rosto, a argila não deve ser passada na região dos olhos e dos lábios. Quando aplicada no corpo, como para o tratamento da celulite nas nádegas, você pode removê-la com um pano úmido ou no banho.

As argilas podem ser compradas em versões em pó, creme e até na composição de cosméticos variados. Conheça nossos produtos, acesse a loja.

Fitoterapia: entenda o que é e onde encontrar!

Fitoterapia é o nome que damos para tratamentos e prevenção de doenças nos seres humanos realizados através de plantas. Estes tratamentos naturais são usados nos pacientes com as plantas em natura ou secas. É importante ressaltar que para que se considere fitoterapia,...

Cinco perguntas comuns sobre medicamentos fitoterápicos

Nos últimos anos, a busca por uma vida mais saudável tem sido a preocupação de muitos brasileiros. Tanto homens como mulheres tem percebido a necessidade de se cuidar, praticando mais exercícios, adotando uma alimentação e hábitos saudáveis. Por que isso aconteceu? Há...

Quais os princípios dos medicamentos fitoterápicos?

Um medicamento fitoterápico é obtido a partir de partes de plantas medicinais, como a flor, o fruto, o caule e folhas, assim como o óleo extraído dessas partes. Esse tipo de medicação possui um grande diferencial aos medicamentos comuns: o princípio ativo. Acompanhe...